Assembleia realiza seminário para discutir diversificação de modais

Fonte: FolhaMax
Seminário

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Das propostas para o transporte de cargas e os investimentos necessários para diversificação dos modais serão debatidos durante o 1º Seminário de Transporte Multimodal de Mato Grosso: Ferrovia, o Brasil passa por aqui, na próxima segunda-feira (06), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). O evento será realiza pelo Poder Legislativo em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e com a Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt). 

Um dos maiores produtores de grãos e carnes do mundo, Mato Grosso depende totalmente do transporte rodoviário, considerado o mais caro e um dos principais entraves para a verticalização da produção. Por isso, o seminário deverá apresentar alternativas sobre como integrar a malha viária com outras modalidades, como ferrovias e hidrovias, e assim reduzir o custo produtivo e aumentar a segurança para os usuários. 

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmou que o seminário foi idealizado após a greve dos caminhoneiros como uma forma de debater a situação com mais profundidade. “Estamos procurando formatar propostas para que os próximos governantes possam investir em modais mais eficientes, econômicos e seguros. O Brasil voltou os investimentos para o setor rodoviário depois da instalação de indústrias de caminhões e nunca mais saiu disso.” 

O presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Jandir Milan, destacou a importância do seminário com a participação das iniciativas públicas e privadas para discutirem em conjunto os investimentos necessários. “Mato Grosso tem grande potencial para aumentar e agregar valor à nossa produção, mas os elevados custos para escoar inibem os investidores e travam nosso crescimento. O governo federal precisa aplicar os recursos proporcionalmente ao que produzimos”. 

Para o deputado estadual Wilson Santos (PSDB), muitos projetos são iniciados, mas não têm continuidade e ainda falta planejamento para executar programas de estado, e não de governo. “Cada vez que troca o governo, os projetos iniciados param e outros são priorizados. Não existe uma política continuada de investimentos”. Para o diretor de Fiemt José Alexandre Schutz, a burocracia e falta de conhecimento técnico das diferentes realidades brasileiras fazem com que as obras não saiam do papel ou se tornem inviáveis. “Os projetos ficam parados por problemas de licenciamento, divergências com relação ao orçamento e com isso não conseguimos mudar o perfil produtivo e industrializar o estado”. 

O evento - O Seminário de Transporte Multimodal de Mato Grosso: Ferrovia, o Brasil passa por aqui será realizado no auditório Milton Figueiredo, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), das 8h às 18h.  Entre os participantes, estão confirmadas as presenças do diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Maurício Rodrigues, o ex-presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo, e representantes de entidades públicas e privadas ligadas ao setor de transporte de cargas. 

As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo site www.ieng.ufmt.br/ferrovias. Outras informações pelo (65) 3615 6269 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

 

São Paulo

Rua da Gávea, 1390 - Vila Maria
CEP - 02121-020 - São Paulo/SP
Fone - (11)2632-1500

Brasília

SAS – Quadra 1 – Lotes 3/4
Bloco “J” – 7º andar – Torre “A” Edifício CNT
CEP: 70070-010 - Brasília/DF
Fone - (61)3322-3133