Portos cearenses calculam movimentar 25 milhões de toneladas em 2019

Fonte: O Povo
Portos

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

2487_int.jpg
CARGAS | Portos do Mucuripe e do Pecém registraram recordes no mês de outubro em faturamento e movimentação, respectivamente. Para maior expansão, setores esperam pela Transnordestina


A movimentação de cargas nos portos do Pecém e do Mucuripe indica um recorde histórico no Estado. De acordo com a perspectiva das administrações dos equipamentos e do Governo, o acumulado de 2019 deverá ser de 25 milhões de toneladas em cargas são previstas. Serão aproximadamente 20 milhões movimentadas de toneladas no Pecém e 5 milhões no Mucuripe.

Os dois equipamentos apresentaram recorde de operações em outubro. No Porto do Pecém, 65 navios atracaram, a maior quantidade num único mês desde o início da operação, em 2002. Já no Porto de Fortaleza, foi registrado o maior faturamento mensal dos últimos cinco anos, de R$ 7,4 milhões.

Os números do setor portuário foram destacados pelo titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e Trabalho, Maia Jr, durante palestra na abertura da 14ª edição da Feira Internacional de Logística (Expolog). Ele comentou que os investimentos realizados em infraestrutura no Ceará, em portos, aeroportos e estradas, têm tornado o Estado mais competitivo e atraído investidores. Maia Jr destacou que a logística é um dos 11 clusters expressos no programa Ceará Veloz, tornando o tema alvo de atenção diferenciada para a gestão.

Novo espaço

O diretor-presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, Danilo Serpa, destaca que no início do próximo ano será entregue o 10º berço (local onde o navio atraca) do porto. Ele destaca que os trabalhos para atração de empresas e para a expansão da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) estão intensificados. O espaço de 10 hectares já está separado.

Diretor da Tecer Terminais, Carlos Maia revela que se o Pecém continuar no mesmo ritmo de crescimento, em aproximadamente dois anos chegará a um volume de movimentação de cargas próximo à sua capacidade, atualmente de 28 milhões de toneladas por ano. "Nós temos o desafio de estabelecer alguns projetos iniciados, mas ainda fica um pouco distante (de extrapolar a capacidade)".

A presidente da Companhia Docas do Ceará, Mayhara Chaves, comenta que o faturamento ocorreu em meio aos problemas operacionais causados pelo ataque hacker do fim de outubro. "O ataque foi o dia 28, mas não afetou o sucesso mensal independente de qualquer problema".

Transnordestina e logística

No evento, também são discutidos assuntos relativos aos modais rodoviário e ferroviário, além do marítimo. Danilo Serpa destacou a importância da conclusão da Transnordestina para facilitação do escoamento das cargas que chegam o saem do País pelo porto.

"A Transnordestina é fundamental para o Ceará, tanto para interiorização da carga que chega pelo porto para os diversos municípios do Interior, como para o minério e os grãos que vêm do Piauí e Maranhão. Para serem transportados e escoados com maior facilidade para a exportação", analisa.

O presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística do Estado do Ceará (Setcarce), Clóvis Nogueira, ressalta que o transporte rodoviário se tornou o modal de maior importância no País, mas que alternativas precisam ser discutidas, umas vez que as longas distâncias percorridas oneram os empresários no escoamento da produção.

"Buscamos viabilizar para que os custos com logísticas sejam menores. Nós temos problemas, como o preço dos combustíveis para o transporte rodoviário de cargas, além da própria condição das estradas. Fazemos longas distâncias, quando o correto seria as menores", completa.

Realizado no Centro de Eventos até hoje, a Expolog deve receber 4 mil pessoas e gerar mais de R$ 20 milhões em negócios.

Mais Lidas

Siga no Instagram

São Paulo

Rua da Gávea, 1390 - Vila Maria
CEP - 02121-020 - São Paulo/SP
Fone - (11)2632-1500

Brasília

SAS – Quadra 1 – Lotes 3/4
Bloco “J” – 7º andar – Torre “A” Edifício CNT
CEP: 70070-010 - Brasília/DF
Fone - (61)3322-3133